Judeu desiste de cometer suicídio após ouvir a voz de Cristo: “A Bíblia me fez parar”


De origem judaica, Elliott Osowit decidiu entregar sua vida a Cristo e desistiu de cometer suicídio em 1996. (Foto: Facebook)
De origem judaica, Elliott Osowit decidiu entregar sua vida a Cristo e desistiu de cometer suicídio em 1996. (Foto: Facebook)

Na noite antes do Natal, ele foi expulso de sua casa. Depois de anos de uma “vida desregrada e imoral”, Elliott Osowitt foi expulso por uma esposa que perdeu a paciência e quis dar uma basta naquela situação. Abatido e desanimado, ele decidiu ir a um motel, nas proximidades do bairro onde morava, nos EUA, para se matar com uma arma.

Ele trabalhou como guia turístico para a “Heathen Tours”, uma empresa que tinha como público alvo, ingleses que buscavam turismo sexual nos Estados Unidos. Osowitt acabou se entregando a muitas dessas seduções.

Depois que Elliott entrou naquele quarto de motel, encontrou uma Bíblia dos Gideões, aberta na passagem de João 14:27, que diz: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vos darei como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize”.

O poder da Palavra de Deus e o Espírito do Deus vivo moveram-se em seu coração. Com lágrimas, Elliott arrependeu-se de seus pecados e pediu a Jesus para ser o seu Senhor e Salvador.

E foi assim que o Príncipe da Paz – cujo nascimento nunca tinha sido celebrado por Elliot, que tem origem judaica – veio a Osowitt para lhe dar paz no Natal de 1996.

Após vivenciar aquele encontro emocionante com a Palavra de Deus, Elliot passou três dias naquele quarto de motel, lendo a Bíblia.

No domingo seguinte, ele decidiu ir à igreja com sua esposa, Polly, e deixou de trabalhar para aquela empresa de turismo. Agora, Osowitt decidiu dedicar o seu conhecimento para atuar no turismo cristão e começou uma nova carreira.

“Naquela véspera de Natal, a Bíblia me fez parar. Isso me fez chorar. Quando eu li e entendi que era Jesus falando aquilo comigo, me quebrantei”, disse Osowitt ao ‘USA Today’. “Literalmente, ali começou um processo de cura que finalmente levou à reconciliação com toda a minha família. Eu simplesmente agradeço a Deus por me salvar e aos Gideões por serem tão fiéis em seu ministério”.

Osowitt reconciliou-se com sua esposa e viu seus filhos, que eram muito rebeldes, se voltarem também a Jesus. Dois anos depois de se converter ao Evangelho, Osowitt foi para o Seminário Fruitland e foi ordenado pastor. Ele fundou a Irmandade da Fé e a Igreja Batista dos Ministérios da Colheita, na Carolina do Norte (EUA). Para concluir o seminário, Elliott contou com o apoio de sua esposa, que acababou arranjando um segundo emprego para que ele tivesse tempo de estudar.

Após algum tempo de experiência ministerial, Elliott pregou sobre reavivamentos nos EUA, no Sudeste Asiático, nas Américas Central e do Sul e no México. Ele também serviu em ministérios de evangelismo nos presídios, até se aposentar, no final de 2015.

Fonte: Guiame

Qual a sua reação?
Angry Angry
0
Angry
Cute Cute
0
Cute
Fail Fail
0
Fail
Geeky Geeky
0
Geeky
Lol Lol
0
Lol
Love Love
0
Love
OMG OMG
0
OMG
Win Win
0
Win
WTF WTF
0
WTF
Cry Cry
0
Cry
Damn Damn
0
Damn
Dislike Dislike
0
Dislike
Like Like
0
Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Judeu desiste de cometer suicídio após ouvir a voz de Cristo: “A Bíblia me fez parar”

Fazer Login

Captcha!
Você não tem uma conta?
Cadastre-se

Resetar senha

Back to
Fazer Login

Cadastre-se

Captcha!
Back to
Fazer Login
Choose A Format
Personality quiz
Trivia quiz
Poll
Story
List
Video
Audio
Image